quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Batem leve, levemente, como quem chama por mim...

Ontem esteve a nevar =o)
Yey!!!!
É novidade para mim tá?!
Fiquei um bocado em duvida.... levar chapéu de chuva ou não levar... eis a questão! Acabei por levar porque não deixava de ouvir a voz dos meus pais a dizerem que neve é água! Mas quando voltei para casa já nem me lembrei de utilizar o "umbrella" =o)
É oficial, prefiro neve à chuva.

Agora o problema é tentar não escorregar e cair... =o/


Batem leve, levemente,
como quem chama por mim.
Será chuva? Será gente?
Gente não é, certamente
e a chuva não bate assim.

É talvez a ventania:
mas há pouco, há poucochinho,
nem uma agulha bulia
na quieta melancolia
dos pinheiros do caminho...

Quem bate, assim, levemente,
com tão estranha leveza,
que mal se ouve, mal se sente?
Não é chuva, nem é gente,
nem é vento com certeza.

Fui ver. A neve caía
do azul cinzento do céu,
branca e leve, branca e fria...
- Há quanto tempo a não via!
E que saudades, Deus meu!

Olho-a através da vidraça.
Pôs tudo da cor do linho.
Passa gente e, quando passa,
os passos imprime e traça
na brancura do caminho...
(...)
Augusto Gil, Luar de Janeiro

2 comentários:

Cláudia disse...

Compra um calçado adequado, porque andar sobre a neve/gelo é uma autêntica aventura.
Aproveita os momentos de encanto visual que a neve proporciona.
bjss

Xuxy disse...

Pois já percebi que sim... tenho umas compras para fazer... queres vir?! =oP